Bibliografia - D

 

Delaunay, Catarina. 2000. O enredo conjugal - a decisão sobre o consumo como forma de poder num grupo de famílias das classes médias urbanas. O caso da casa e do carro. In Actas do IV Congresso Português de Sociologia - Sociedade Portuguesa: Passados Recentes, Futuros Próximos. Universidade de Coimbra: APS.


———. 2000. Quotidianos conjugais: a decisão financeira como forma de poder. Poder familiar clarificação do conceito. Forum Sociológico 3-4 (II Série):157-178.


———. 2002. Espaço doméstico e poder – a decisão conjugal sobre o consumo. In Actas do Colóquio Internacional Família, Género e Sexualidade nas Sociedades Contemporâneas. Lisboa: APS.


———. 2008. Os usos sociais do tempo entre o trabalho e a família: apropriaçõs e controvérsias entre os médicos na urgência hospitalar, Tese de Doutoramento. Universidade Nova de Lisboa. Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Lisboa.


Delgado, Ana Cristina Coll. 2004. Trajectórias e sentidos do trabalho de tomar conta de crianças para um grupo de mães de uma creche domiciliar. Sociedade e Cultura, Cadernos do Noroeste 6 (Série Sociologia):181-199.


Delgado, Anabela and Karin Wall. 2014. Famílias nos Censos 2011: Diversidade e Mudança. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


Delgado, Paulo. 2010. A reforma do acolhimento familiar de crianças: conteúdo, alcance e fins do novo regime jurídico. Análise Social XLV (196):555-580.


Descamps, Paul. 1935. Le Portugal: la vie socialle actuelle. Paris: Firmin-Didot.


Dias, Isabel Sá. 2000. A violência doméstica em Portugal: Contributos para a sua visibilidade. In Actas do IV Congresso Português de Sociologia. Sociedade Portuguesa: Passados Recentes, Futuros Próximos. Universidade de Coimbra: APS.


 Dias, Isabel and Maria das Dores Guerreiro. 2010. Violência na Família. (In)visibilidades de um Velho Problema Social. In António Dornelas, Luísa Oliveira and Luísa Veloso (eds.), Portugal Invisível. Lisboa: Mundos Sociais, 155-172.

 Dias, Jorge. 1953. Rio d'Onor, Comunitarismo Agro-Pastoril. Porto: Instituto de Alta Cultura.


———. 1963. Algumas considerações acerca da estrutura social do povo português. In Actas do I Congresso de Etnologia e Folclore, Vol. I. s/l: Biblioteca Social e Corporativa.


Dias, Maria Isabel Correia. 1994. A família e discurso político: algumas pistas de análise. Sociologia 4:97-172.


———. 1996. Algumas considerações teórico-metodológicas sobre o fenómeno da violência na família. In Actas do III Congresso Português de Sociologia - Práticas e processos da Mudança Social. Lisboa: Celta Editora (em CD-ROM).


———. 1997. Estratégias de pesquisa qualitativa no estudo da violência na família. In Metodologias Qualitativas para as Ciências Sociais, edited by António Esteves and José Azevedo. Porto: Instituto de Sociologia da Faculdade de Letras do Porto.


———. 1998. Exclusão Social e Violência Doméstica: que relação? Sociologia 8:189-205.


———. 2002. O espaço doméstico como lugar de violência entre géneros. Sociologia 12:103-106.


———. 2002. Violência doméstica. In A inserção social: Marginalidades difusas, edited by A. T. Fernandes. Porto: Comissão de Coordenação da Região Norte e Ministério das Cidades, Ordenamento do Território e Ambiente.


———. 2003. Amor e violência entre os sexos. Sociologia 13:103-106.


———. 2003. Representações e Práticas de Violência Doméstica em famílias de Diferentes Meios Socioprofissionais, Tese de Doutoramento. Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Porto.


———. 2004. Violência na Família. Uma abordagem Sociológica. Porto: Edições Afrontamento.


———. 2004. A Violência sobre as mulheres e os idosos. Psychologica 36:33-61.


———. 2005. Envelhecimento e violência contra os idosos. Sociologia 15:249-273.


Dias, Maria Isabel Correia, and João Teixeira Lopes. 1996. Representações Estudantis da Família e dos Amigos: Contributos para uma Sociologia dos Afectos. Sociologia 6:55-88.


Dienel, Cristiane. 1993. Portugal. In ZwolfWege der Familienpolitik in der Europaischen Gemeinschaft - Landerberichte. Bona: BMFUS.


Domingues, A. A. Gomes. 1990. Família e reprodução social - reflexões teóricas em torno da construção do objecto científico. In A Sociologia e a Sociedade Portuguesa na Viragem do Século. Actas do I Congresso de Sociologia. Vol. I. Lisboa: Associação Portuguesa de Sociologia/Editorial Fragmentos.


Donati, Pierpaolo. 2007. Old and New Family Policies. The perspective of relational sociology. Sociologia, Problemas e Práticas 54:127-159.


Douglass, William A. 1988. Iberia Family history. Journal of Family History 1:1-12.


Duarte, Madalena, and Ana Oliveira. 2012. Mulheres nas margens: a violência doméstica e as mulheres imigrantes. Sociologia, Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto XXIII:223-237.


Duarte, Vera Monica. 2002. Violência conjugal: o pacto de silêncio. Uma reflexão sociológica sobre o impacto da legislação penal portuguesa no crime de violência conjugal. Sociedade e Cultura. Cadernos do Noroeste, Série Sociologia 4:229-245.


Durães, Margarida. 1985. Uma primeira aproximação aos testamentos: Venade e a prática de testar da sua população. In A Morte no Portugal Contemporâneo. Aproximações sociológicas, literárias e históricas, edited by R. Feijó, H. Martins and J. d. P. Cabral. s/l: Querco.


———. 1986. Condição feminina e repartição do património: a camponesa minhota: séculos XVIII e XIX. In A mulher na Sociedade Portuguesa: visão histórica e perspectivas actuais. Actas do Colóquio. Coimbra: Faculdade de Letras.


———. 1988. Herdeiros e não herdeiros: nupcialidade e celibato no contexto da propriedade enfiteuta. Revista da História Económica e Social 21:47-56.


———. 1992. No fim, não somos iguais: estratégias familiares na transmissão da propriedade e estatuto social. Boletín de la Associación de Demografia Histórica X (3):125-141.


———. 1995. Necessidades económicas e práticas jurídicas: problemas da transmissão das explorações agrícolas. Séculos XVIII-XX. Ler História 29:68-88.


———. 2000. Heranças: solidariedade e conflitos na casa minhota (sécs. XVIII-XIX). Biblos LXVI:155-186.


———. 2001. Filhos e enteados: práticas sucessórias e hereditárias no mundo rural (Braga, séculos XVIII-XIX). Cadernos do Noroeste. Série História" 15 (1):175-218.


———. 2001. Sucessão e Herança. Leis, práticas e costumes no terreno de Braga, Tese de Doutoramento. Universidade do Minho, Braga.


———. 2002. Qualidade de vida e sobrevivência económica da família camponesa minhota: o papel das herdeiras (sécs. XVIII-XIX). Cadernos do Noroeste 7 (1-2):125-144.


———. 2003. Heranças: solidariedade e conflitos na casa camponesa minhota (sécs. XVIII-XIX). População e família 5:193-225.