Bibliografia - M

 

Machado, Carla, Miguel Gonçalves, and Marlene Matos. 2004. Práticas educativas parentais e violência: Um estudo na região Norte. In Actas do V Congresso Português de Sociologia. Sociedades Contemporâneas - Reflexividade e Acção. Braga, Universidade do Minho: APS.


Machado, Fernando Luís, and Cristina Roldão. 2010. Imigrantes Idosos: Uma Nova Face da Imigração em Portugal. Lisboa: Observatório da Imigração/ACIDI.


Machado, Helena Cristina Ferreira. 2003. Tribunais, género, ciência e cidadania: uma abordagem sociológica da investigação de paternidade, Tese de Doutoramento. Instituto de Ciências Sociais, Universidade do Minho, Braga.


Machado, Helena and Rafaela Granja. 2014. Paternidades fragmentadas. Género, emoções e (des)conexões biogenéticas e prisionais, Análise Social, XLVIII (208): 550-571.


Machado, Paula Cristina Neves. 2010. Estruturação familiar, estilos educativos parentais e concepções educativas: um estudo de caso exploratório centrado numa família monoparental Tese de Mestrado. ISCSP, Lisboa.


Magalhães, Maria da Graça. 2004. Núcleos familiares monoparentais. Revista Estudos Demográficos 35:37-52.


Magalhães, Maria José. 2000. Desafiando a violência no lar. In Actas do IV Congresso Português de Sociologia. Sociedade Portuguesa: Passados Recentes, Futuros Próximos. Universidade de Coimbra: APS.


Marçano, Isabel Maria. 1993. Ilegitimidades e mães solteiras numa freguesia rural alentejana: notas de uma investigação em curso. In Estruturas Sociais e Desenvolvimento. Actas do II Congresso de Sociologia. Vol II. Lisboa: Associação Portuguesa de Sociologia.


Marçano, Isabel Maria, , , and 1989. Quotidianos: análise sociológica e antropológica de quotidianos de várias famílias de Lisboa. In Actas do Seminário Tempo para o Trabalho, Tempo para a Família. Lisboa: Direcção Geral da Família, Ministério do Emprego e da Segurança Social.


Marçano, Isabel Maria A. 1996. Filhos ilegítimos em Santa Rita: subsídio para o estudo da reprodução celibatária ou no concubinato numa aldeia rural alentejana, Tese de Mestrado. Universidade Nova de Lisboa, Lisboa.


Marinho, Sofia. 2010. Ser pai na residência alternada: dinâmicas, trajectos e contextos da paternidade. In A vida familiar no masculino. Negociando velhas e novas masculinidades, edited by K. Wall, S. Aboim and C. Vanessa Cunha. Lisboa: CITE.


Marinho, Sofia. 2011. Paternidades de Hoje. Significados, práticas e negociações da parentalidade na conjugalidade e na residência alternada. Tese de Doutoramento em Ciências Sociais, especialidade Sociologia Geral. Lisboa: ICS-UL.


Marques, Ana Cristina. 2006. Do Primeiro Beijo ao Primeiro Filho: A Questão da Gravidez Adolescente, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


———. 2008. «Eu gosto muito do meu filho mas…» Parentalidades entre o desejo e a realidade. CIES e-WORKING PAPER Nº 39/2008.


Marques, Carmo, Manuela Tavares, and Maria José Magalhães. 2002. Políticas e família: orientações legislativas em Portugal, nos últimos anos. In Actas do Colóquio Família, Género e Sexualidade nas Sociedades Contemporâneas. Lisboa: Associação Portuguesa de Sociologia.


Marques, Carlos A. F. 1994. As famílias do Alentejo e o desenvolvimento da região. Economia e Sociologia 57:193-204.


Marques, Maria Salomé. 2009. Percursos de transição para a vida adulta num bairro social de Lisboa, Tese de Mestrado. ISCSP, Lisboa.


Martinho, Alberto Trindade. 1986. Les Enfants d'immigrés Portugais: "cá e lá". Porto: Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas.


Martinho, Isabel Maria G., Fernanda Infante, and Carlos A. Teixeira. 1990. (Re)constituição familiar. Lisboa: Direcção geral da Família.


Martins, Álvaro. 2008. As Crianças: Representações Parentais, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Martins, Moisés de Lemos. 1986. Uma solidão necessária à ordem salazarista: a família como terapêutica nacional. Cadernos de Ciências Sociais 4:77-83.


Martins, Manuela Ribeiro Conceição. 2000. De Mães para Filhas - Por Aqui se Faz a Construção e a Reconstrução da Historia (de Uma Boa Parte) dos “Produtos com Historia". Sociedade e Cultura 1, Cadernos do Noroeste, Série Sociologia 1:269-281.


Martins, Paula Alexandra Cardoso Ferreira. 2003. O idoso e a família, Tese de Mestrado. ICS, Lisboa.


Matos, Alice Maria Delerue Alvim de. 2007. Coabitação, “Intimidade à Distância” ou Isolamento Familiar? As relações intergeracionais dos idosos em Portugal, Tese de doutoramento. Universidade Católica de Lovaina


Matos, M. Cristina Barbot Campos. 1988. Estratégias de pequenas explorações familiares. Cadernos de Ciências Sociais 7:35-50.


Matoso, Maria Alice Anacoreta Caldas. 2005. Valores sociais e percursos terapêuticos de famílias de tóxico dependentes, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Mattoso, José. 1986. Estruturas familiares e estratégias de poder: a nobreza Entre-Douro-e-Minho. Cadernos do Noroeste Abril:80-99.


Mauritti, Rosario. 2002. Padrões de vida na velhice. Perfis sociais e contextos familiares. In Actas do Colóquio Internacional Família, Género e Sexualidade nas Sociedades Contemporâneas. Lisboa: APS.


Mauritti, Rosário. 2007. Perspectivas sociológicas na análise da residência unipessoal. CIES e-Working Paper.


———. 2009. Viver Só: Mudança Social e Estilos de Vida, Tese de Doutoramento. ISCTE - IUL, Lisboa.


———. 2011. Viver só. Mudança Social e Estilo de Vida, Lisboa: Mundos Sociais.


Medeiros, Fernando. 1987. Grupos domésticos e habitat rural no Norte de Portugal: o contributo de Le Play, 1908-1934. Análise Social 95:97-116.


Medeiros, Rogério Manuel Marques. 2004. Socialização na adolescência, Tese de Mestrado.ISCTE, Lisboa.


Melro, Ana. 2004. Trabalho infantil: um fenómeno multidimensional. Sociedade e Cultura 6, Cadernos do Noroeste, Série Sociologia 6:151-165.


Mendes, J. M. 1991. O sonho americano: mudança e estratégias de reprodução social em duas freguesias da Ilha Terceira, Tese de Mestrado.Universidade dos Açores.


Mendes, M. Filomena. 1994. A fecundidade portuguesa na década de 80: uma análise demográfica. Economia e Sociologia 57:121-160.


Mendes, Maria Filomena, Gertrudes Guerreiro, and António Caleiro. 2005. Fertility in Portugal. How persistent is it? Cidehus. Documento de Trabalho nº 2005/12, http://www.cidehus.uevora.pt/index_textos.htm.


Mendes, M. Filomena, and Pedro Pereira. 1990. Afectação do tempo das famílias portuguesas: um estudo empírico de diferenciação regional. Economia e Sociologia 49:5-38.


Mendes, M. Filomena, Pedro Pereira, and José Pinto. 1994. A Família Portuguesa: linhas de reflexão do Ano Internacional da Família. Lisboa: Direcção Geral da Família. Ministério do Emprego e da Segurança Social.


Mendes, Rita. 2004. À procura dos novos pais: representações e atitudes perante a paternidade. In Actas do V Congresso Português de Sociologia - Sociedades Contemporâneas - Reflexividade e Acção. Braga, Universidade do Minho: APS.


———. 2007. À Procura dos Novos Pais: percepções e atitudes perante a paternidade, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


———. 2007. A parentalidade experimentada no masculino: as vivências da paternidade. CIES e-WORKING PAPER N° 22/2007.


Meneses, Catarina, and Ana Paula Marques. 2004. "Prazo de validade” das políticas sociais. Notas sobre um diagnóstico da protecção social no concelho de Espinho. Sociedade e Cultura 6, Cadernos do Noroeste, Série Sociologia:113-133.


Meneses, Inês Salema. 1998. Espaços públicos, vidas privadas: identidades gay em Lisboa, Tese de Mestrado.ICS, Lisboa.


Meneses, I. S. 1998. Orientação Sexual e Inserção Familiar: Conjugalidades Gay em Lisboa. Sexualidade & Planeamento Familiar 19/20:13-16.


Micaelo, Ana Luísa. 2008. Identidade, território e práticas familiares: a relação com a terra e a emigração em Sever do Vouga, Tese de mestrado. ICS, Lisboa.


Micaelo, Maria Virgínia. 2004. As instituições de acolhimento de crianças - condições estruturais e modalidades de inserção, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Miranda, Patrícia. 2009. Processos de Construção Social das Identidades de Género nas Crianças: um estudo de caso com um grupo de pré-adolescentes em Viseu, Tese de Doutoramento. ISCTE, Lisboa.


Moita, G. 1998. Famílias Homossexuais. Sexualidade & Planeamento Familiar 19/20:10-12.


———. 2003. Essências e Diferenças: Minorias Sexuais ou Sexualidades (Im)possíveis. In A Sexologia: Perspectiva Multidisciplinar (vol. 2), edited by L. Fonseca, C. Soares and J. M. Vaz. Coimbra: Quarteto.


Monteiro, Mónica. 2007. Eu, Tu e a Internet... Vida conjugal a três? Qual o papel da Internet na vida conjugal dos indivíduos?, Tese de Mestrado em Família e Sociedade. ISCTE, Lisboa.


Monteiro, Nuno. 1993. Casa e linhagem: o vocabulário aristrocático em Portugal nos séculos XVII e XVIII. Penélope 12:43-63.


———. 1995. A casa e o património dos grandes portugueses (1750-1832), Tese de Doutoramento. Faculdade de Ciências Humanas. Universidade Nova de Lisboa, Lisboa.


———. 2000. Meu Pai e Muito Senhor do meu Coração. Cartas do Conde de Assumar Para o seu Pai Vice-Rei-Da-Índia (1744-1751). Lisboa: Editora Quetzal.


Monteiro, Paulo. 1985. Terra que já foi terra. Lisboa: Edições Salamandra.


Monteiro, Rosa. 2012. A descriminalização do aborto em Portugal: Estado, movimentos de mulheres e partidos políticos, Análise Social, XLVII (204), 586-605.


Monteiro, Rosa and Liliana Domingos. 2013. O sentido do direito à conciliação. Vida profissional, familiar e pessoal numa autarquia, Sociologia, Problemas e Práticas, 73: 59-77.

 

Moreira, Nuno. 2004. Conjugalidade homossexual masculina: dinâmicas de relacionamento. In Sociedade Portuguesa: Passados Recentes, Futuros Próximos. Actas do IV Congresso Português de Sociologia. Coimbra: Associação Portuguesa de Sociologia/Universidade de Coimbra.


Mota, Guilhermina. 1990. Estruturas familiares no mundo rural: grupos domésticos no Bispado de Coimbra em 1801. Revista Portuguesa de História 24:1-66.


Mourão, Alda Maria Martins. 1988. Transmissão de bens em famílias rurais do distrito de Coimbra. Revista Portuguesa de História 24:97-120.


———. 1990. Transmissão de bens em famílias rurais do interior do distrito de Coimbra (1750 - 1800). Coimbra: Universidade de Coimbra.